Time Lwart·16/04/2021·5 minutos

Lwart Soluções Ambientais assina posicionamento com metas climáticas

Promovido pelo Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), o posicionamento "Neutralidade Climática: Uma grande oportunidade" conta com a assinatura de 30 empresas.

Idealizado pelo Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), o posicionamento “Neutralidade Climática: Uma grande oportunidade” foi publicado nesta semana com o apoio da Lwart Soluções Ambientais e mais 29 empresas. O documento reforça que, até 2050, uma meta mais ambiciosa de ações que reduzem a emissão de gases efeito estufa vai trazer mais benefícios ao Brasil.

O que é neutralidade climática?

Anualmente, a temperatura da atmosfera e dos oceanos vem aumentando por conta das grandes emissões de gases de efeito estufa, causando o derretimento das geleiras e ondas de calor. O desmatamento e a queima de combustíveis fósseis são duas das fontes de emissão de dióxido de carbono (CO2), principal gás causador do efeito estufa.

Para diminuir o aquecimento global, em 2015, foi aprovado o “Acordo de Paris”, um tratado que envolve 195 países, incluindo o Brasil, com uma única missão: estabelecer medidas para reduzir a emissão desses gases e diminuir o impacto negativo no planeta.

O que o documento “Neutralidade Climática: Uma grande oportunidade” diz?

O posicionamento defende que, se o País estabelecer metas mais ousadas e com um intervalo de tempo menor, terá ganhos econômicos, comerciais, ambientais e reputacionais. Segundo estudo apoiado pelo CEBDS, até 2025, é possível reduzir as emissões de gases de efeito estufa no Brasil em até 42% por meio da descarbonização das cadeias, desenvolvimento de tecnologia verde e direcionando os investimentos para um modelo de economia circular, por exemplo.

“A Lwart Soluções Ambientais tem como modelo de negócios a economia circular. Além de contribuir com a transição para a economia de baixo carbono, o nosso negócio contribui diretamente na pauta de governança climática. O setor produtivo deve ser protagonista nessa agenda e direcionar esforços e planejamento estratégico para desenvolver soluções voltadas às necessidades da sociedade seguindo a lógica circular e regenerativa da natureza”, afirma Thiago Trecenti, presidente da Lwart.

Além da Lwart Soluções Ambientais, outras empresas assinaram o documento: Bayer, Braskem, Bradesco, BRF, CBA, DSM, Ecolab, Eneva, EQUINOR, Icare, Ipiranga, Itaú, JBS, Lojas Renner, Marfrig, Michelin, Microsoft Brasil, Natura, Schneider Electric, Shell, Siemens Energy, Suzano, Ticket Log, Tozzini, Vedacit, Votorantim Cimentos, Way Carbon. A iniciativa conta com apoio institucional: Amcham Brasil, ABAG - Associação Brasileira do Agronegócio, CEBRI - Centro Brasileiro de Relações Internacionais, Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura e ICC - Câmara de Comércio Internacional.    

Clique aqui para acessar o posicionamento completo.

Comentários