Time Lwart·29/07/2022·5 minutos

Três coisas que você precisa saber sobre rerrefino de OLUC na Lwart

O óleo lubrificante usado ou contaminado é um resíduo perigoso para o meio ambiente. Assim, ele deve ter um destino legalmente correto e, ao mesmo tempo, nobre e ecoeficiente, que acontece através de um processo industrial chamado de rerrefino. Esse método é utilizado pela Lwart Soluções Ambientais para que o óleo usado retorne ao mercado como óleo básico de alta pureza e desempenho.

O método utilizado pela Lwart Soluções Ambientais para o rerrefino de óleo lubrificante usado possibilita que oluc retorne ao mercado como óleo básico de alta pureza e desempenho.

1 – Como é o ciclo de vida do óleo lubrificante usado?

O óleo lubrificante é uma mistura de diversos compostos, sendo o principal o óleo básico com acréscimo de aditivos. O rerrefino é capaz de extrair o óleo básico do óleo lubrificante usado, permitindo que ele seja devolvido ao mercado com as mesmas características de suas aplicações originais. Esse processo pode ser repetido quantas vezes forem necessárias sem que o óleo básico perca suas propriedades, dando a esse composto uma vida infinita. A Lwart está presente em diversos estágios desse ciclo, desde a coleta até a entrega do produto acabado para os clientes. Confira abaixo:

Por meio de um processo produtivo altamente qualificado, transformamos o óleo de rerrefino em
um produto de alta qualidade, contribuindo para a construção de um futuro sustentável.
Por meio de um processo produtivo altamente qualificado, transformamos o óleo de rerrefino em um produto de alta qualidade, contribuindo para a construção de um futuro sustentável.

2 - Como funciona o rerrefino de óleo na Lwart ?

O rerrefino de óleo usado é um processo industrial de várias etapas, que transforma a estrutura desse óleo em nível molecular. Os principais pontos dessas transformações foram descritos a seguir:

Etapa 1 – Classificação da matéria-prima

Nesta etapa, o óleo usado que chegou até a unidade industrial é enviado para o Centro de Tecnologia e Qualidade, onde é analisado e classificado de acordo com sua composição. Essa segregação ajuda a garantir a estabilidade da alimentação da planta, contribuindo para o bom rendimento do processo e para a qualidade do produto.

Etapa 2 – Separação de co-produtos

Na planta, o óleo usado passa por tratamentos iniciais em que são separados outros compostos, como água, fração leve e aditivos degradados.

A água vai para nossa estação de tratamento de efluentes, onde é tratada e devolvida de forma adequada ao meio ambiente, enquanto a fração leve, separada por destilação, é utilizada para a geração do calor necessário para o processo. Os aditivos degradados, por sua vez, constituem um composto asfáltico, que nesta etapa é separado do óleo por meio de elevados vácuo e temperatura.. Esse co-produto é enviado como matéria-prima para a fabricação de mantas asfálticas impermeabilizantes para a construção civil.

Etapa 3 – Hidrotratamento

Livre de aditivos e outros compostos, o óleo é direcionado para o hidrotratamento, o coração do processo da Lwart Soluções Ambientais. Aqui ocorre uma transformação química que altera as moléculas do óleo usado devido à reação com o gás hidrogênio em elevadas pressão e temperatura. O óleo obtido é classificado como básico Grupo II*, com baixo teor de enxofre, elevada pureza e saturação. O produto também apresenta excelente estabilidade térmica e resistência à oxidação, podendo ser empregado em formulações de alta performance.

Etapa 4 – Fracionamento

A última etapa do processo consiste em separar o óleo de acordo com sua viscosidade, de forma a atender às diferentes especificações do mercado. O produto resultante do hidrotratamento segue para uma coluna de fracionamento, que opera a vácuo e onde o óleo é dividido em frações que dão origem aos nossos produtos acabados.

Etapa 5 – Controle de qualidade

Vale ressaltar que o óleo passa por análises de qualidade ao longo de todo o processo, desde as primeiras etapas até o carregamento. Uma vez aprovado, o produto pode ser entregue aos clientes, que incluem formuladores de lubrificantes industriais e automotivos, adjuvantes agrícolas ou fabricantes de transformadores. A Lwart faz isso utilizando um sistema logístico integrado: os mesmos caminhões que fazem a coleta são higienizados na própria planta e realizam a entrega do óleo básico, garantindo assim a qualidade dos produtos até a ponta e proporcionando mais flexibilidade e segurança no abastecimento dos clientes.

3 - O óleo rerrefinado é de qualidade?

Através do rerrefino, é possível recuperar o óleo básico presente no óleo lubrificante usado. Por meio da tecnologia utilizada na nossa planta (hidrotratamento), obtemos produtos com características e especificações de qualidade idênticas aos óleos minerais de primeiro refino, de modo que as formulações finais não apresentam qualquer alteração.

A Lwart é a única empresa da América Latina capaz de produzir básicos do Grupo II*, respondendo por quase metade de todo o volume desse óleo em circulação no mercado nacional, sendo o restante proveniente de importação. Além disso, contamos com diversas aprovações em clientes, seguindo os mais rigorosos critérios de desempenho nacionais e internacionais.

*Grupo II: classificação do Instituto Americano de Petróleo (API), que determina o grau de pureza e o desempenho de óleos minerais, sendo o Grupo II superior em termos de performance comparado aos básicos produzidos localmente.

Fontes:
Lwart Soluções Ambientais - Relatório de sustentabilidade 2020 p. 27
https://inovacaoindustrial.com.br/rerrefino
https://www.sindirrefino.org

Compartilhe nas redes sociais:

Comentários

Últimas Publicações

Lwart Soluções Ambientais se uniu ao Projeto Girassol em Bauru para um “dia de fazer o bem”
Foto Relatório de Sustentabilidade da Lwart
Conheça o Pagoo by Lwart: Aplicativo inédito para motoristas coletores
Lwart Soluções Ambientais se uniu ao Projeto Girassol em Bauru para um “dia de fazer o bem”
Foto Relatório de Sustentabilidade da Lwart
Conheça o Pagoo by Lwart: Aplicativo inédito para motoristas coletores